sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Resenha: A Culpa é das Estrelas - John Green

Título: A Culpa é das Estrelas
Título Original: The Fault in Our Stars
Autor: John Green
ISBN: 978-85-8057-226-1
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 288


Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.


***

O livro é narrado em primeira pessoa, por Hazel Grace, a personagem principal.
Conta sua história após ser diagnosticada com câncer na tireoide, e evoluindo com metástase nos pulmões, por isso, usa todo o tempo uma cânula conectada a um cilindro de oxigênio, ao qual ela chama de Felipe, carregado em um carrinho para todo lugar que fosse.
Ela, incentivada por seus pais começa a frequentar um grupo de apoio para crianças com câncer, onde ela conhece Augustus Waters, um garoto com osteosarcoma e uma prótese na perna, e tem um enorme medo ser esquecido. Eles começam a se envolver, dando vida a uma linda e triste história de amor, criando um pequeno infinito nas poucas linhas que ainda tinham a preencher.
Um personagem que aparece e que gostei muito foi Isaac, melhor amigo de Augustus e que no fim acabou se tornando também melhor amigo de Hazel.

Pra mim, esse livro deixou um pouco a desejar. Acho que devido a sua grande repercussão e/ou também por já prevê alguns dos fatos importantes.
A primeiro momento também não simpatizei muito com Hazel Grace, ela fica melhor quando conhece Augustus e Isaac.
É realmente emocionante. Creio eu que não tem como algum ser humano não se emocionar. É um livro bom, e muito bonito.
Ela cita em várias partes do livro, o seu livro preferido: Uma Aflição Imperial, que termina em uma frase, e ela acha injusto não saber como ficam os personagens depois da morte de Ana, a personagem principal do tal livro.
A culpa é das estrelas não termina em uma frase, mas quando cheguei a ultima página, senti falta de outros acontecimentos. Como também ficam os outros personagens quando o livro termina?
Vale muito a pena ler.


Sobre o Autor: John Green cresceu em Orlando, Flórida. Enquanto trabalhava como capelão em um hospital infantil, teve a inspiração para escrever seu primeiro romance, Quem é você, Alasca?, que se tornou um bestseller nos Estados Unidos e ganhou muitos prêmios literários. O segundo romance de John, O Teorema de Katherine, foi publicado em 2006 e se tornou finalista do Los Angeles Times Book Prize. Cidades de Papel, publicado nos EUA em 2008, estreou em quinto lugar na lista dos mais vendidos do The New York Times e ganhou como melhor romance de mistério e em 2009, Cidades de Papel foi eleito em primeiro lugar por mais de 11 mil leitores no Top 10 dos Adolescentes da American Library Association.

John Green é um dos escritores norte-americanos mais queridos pelo público jovem e igualmente festejado pela crítica, com mais de um milhão de seguidores no twitter. Foi duas vezes finalista do prêmio literário do LA Times. Com o irmão, Hank, mantém o canal do YouTube “Vlogbrothers”, um dos projetos de vídeo on-line mais populares do mundo. Mora com a mulher e o filho em Indianápolis, Indiana. (Fonte: http://aculpaedasestrelas.com/)




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

4 comentários:

  1. È muito bom esse livro. Recomendadíssimo.

    Belo Blog :D

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei sua resenha....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir
  3. Se tem uma coisa que eu posso dizer desse livro é que eu chorei muito depois do capitulo 21. Não tive como me segurar mesmo sabendo o que ia acontecer com cada personagem, eu chorei como se estivesse vivendo com eles aquela historia e livros assim são os melhores de serem lidos. Eu amei o livro e adorei seu blog, já coloquei em meus favoritos.

    Meu blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML